Download MacauHub mobile app (iOS version)


Download MacauHub mobile app (Android version)


Promover Macau como plataforma é prioridade de Echo Chan no Fórum de Macau

A promoção de Macau como plataforma nas relações entre a China e os países de língua portuguesa é uma das prioridades da recém-nomeada secretária-geral adjunta do Fórum de Macau, Echo Chan Keng Hong.

A economista, que falava terça-feira aos jornalistas, disse que existem objectivos a desenvolver da Plataforma de Macau e as iniciativas e projectos associados mas salientou que para a sua concretização é necessária a colaboração dos países de língua portuguesa.

Echo Chan lembrou que das 18 medidas anunciadas pelo primeiro-ministro chinês, Le Keqiang, na 5.ª Conferência Ministerial do Fórum de Macau, cinco visam directamente a instituição e por isso elas serão a sua prioridade e o seu principal trabalho – transformar Macau numa plataforma de serviços financeiros entre a China e os países de língua portuguesa, estabelecer a Confederação dos Empresários da China e dos Países de Língua Portuguesa, Centro de Intercâmbio Cultural e o Centro de Intercâmbio sobre a Inovação e o Empreendedorismo dos Jovens entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

A secretária-geral adjunta referiu-se também à recente decisão de São Tomé e Príncipe restabelecer relações diplomáticas com a República Popular da China dizendo que o Fórum de Macau “está aberto” para que aquele país africano seja futuro membro do Fórum de Macau mas acrescentou que até ao momento não houve qualquer diligência, junto de Macau, no sentido de o assunto ser discutido.

O anúncio da nomeação de Echo Chan para o cargo foi feito através de um comunicado oficial distribuído no dia 6 de Janeiro.

Echo Chan havia exercido funções de secretária-geral adjunta do Secretariado Permanente do Fórum de Macau entre Março e Outubro de 2015, altura em que abandonou o cargo por razões pessoais.

A economista, que era assessora do Secretário para a Economia e Finanças, Leong Vai Tac, substitui Cristina Morais, que exerceu as funções de secretária-geral adjunta do Fórum de Macau entre Outubro de 2016 e Outubro de 2016.

O Secretariado Permanente do Fórum de Macau é dirigido pela secretária-geral, Xu Yingzhen, nomeada em Agosto de 2016 pelo Ministério do Comércio da China e tem dois secretários-gerais adjuntos.

Um dos secretários-gerais adjuntos é nomeado por Macau, que passa a ser Echo Chan e um outro nomeado rotativamente pelos países de língua portuguesa que fazem parte do Fórum de Macau que, neste caso, é o diplomata moçambicano Vicente de Jesus Manuel.

O Fórum de Macau, criado em Outubro de 2003, é uma instituição de iniciativa oficial da República Popular da China, através do ministério do Comércio, com sede em Macau, que tem por objectivo reforçar a cooperação e o intercâmbio económico entre a China e os países de língua portuguesa tendo Macau como plataforma privilegiada. (Macauhub)

Compartilhe esta notícia:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Print
  • email
  • RSS

Notícias relacionadas:

  1. Economista Echo Chan regressa ao Fórum de Macau como secretária-geral adjunta
  2. Echo Chan nova coordenadora do Gabinete de Apoio do Fórum Macau
  3. Fórum de Macau tem nova secretária-geral adjunta
  4. China e países de língua portuguesa em grande destaque em Outubro em Macau
  5. Cristina Morais toma posse como coordenadora do Gabinete de Apoio ao Secretariado Permanente do Fórum de Macau