Sector primário dá emprego a mais de 73% da população activa em Moçambique

O sector primário, que engloba a agricultura, pescas e extracção mineral, emprega 73,1% da população economicamente activa em Moçambique, de acordo com os resultados do Inquérito Contínuo aos Agregados Familiares, a ser realizado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O inquérito permitiu ainda determinar que 22,8% da população activa labora no sector terciário, que reúne os transportes e comunicações, comércio, finanças e serviços, ficando o remanescente para o sector secundário, que engloba a indústria transformadora, energia e construção

Citando o INE, o jornal Notícias, de Maputo, adianta que a primeira fase desta operação estatística, que teve início em Julho de 2012, recolheu dados referentes aos capítulos de Força de Trabalho, Turismo e Despesas.

A maioria da população activa (67%) trabalhava por conta própria, havendo ainda 18% na qualidade de trabalhador familiar sem remuneração e 15% de assalariados.

Por outro lado, as províncias de Tete (26,0%), Niassa (29,2%), Maputo província também com 29,2%, Manica (35,0%) e Maputo cidade com 35,7%, são as que apresentam as taxas mais elevadas de desemprego, ficando no extremo oposto a da Zambézia, onde a taxa de desemprego é de apenas 10%. (macauhub)

Compartilhe esta notícia:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Print
  • email
  • RSS

Notícias relacionadas:

  1. População activa de Macau ultrapassou pela primeira vez 300.000 pessoas
  2. Nove por cento da população activa portuguesa no desemprego
  3. Macau: Cerca de 25 por cento da população com emprego trabalha no sector do jogo e entretenimento
  4. 14,5% da população activa de Macau trabalhava no sector do jogo no final de 2011
  5. Taxa de desemprego na cidade de Maputo é de 40 por cento, a mais alta de Moçambique