Jazigos de níquel em Cabo Delgado, Moçambique, começam a ser explorados em 2014

A Rovuma Resources deverá começar a explorar os jazigos de níquel descobertos em Montepuez em 2014, disse ao jornal Notícias, de Maputo, o director provincial dos Recursos Minerais e Energia de Cabo Delgado, Ramiro Nguiraze.

Dispondo de reservas estimadas em 23 milhões de toneladas, o início da exploração destes jazigos vai obrigar à construção de uma linha de caminho-de-ferro para o escoamento do níquel a ser extraído, bem como de outros recursos naturais, caso dos mármores, além de exigir o reforço do abastecimento em energia eléctrica.

“A exploração destes recursos é um grande desafio para o governo, atendendo a que só no caso do níquel a potência eléctrica solicitada é bastante elevada”, indicou Nguiraze para quem, para já, será necessária a construção de uma linha de alta tensão no mínimo de 110 Kva, incluindo uma subestação.

Reconhecendo que a estrada para Montepuez não vai suportar o escoamento dos minérios de níquel e de mármore, o director provincial adiantou ao jornal ter conhecimento de estudos que estão a ser feitos a nível central tendo em vista a construção da linha férrea.

O níquel é um metal com várias aplicações, nomeadamente na produção de ligas metálicas utilizadas nas indústrias automóvel e aeronáutica. (macauhub)

Compartilhe esta notícia:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Print
  • email
  • RSS

Notícias relacionadas:

  1. Governo de Moçambique avalia construção de caminho-de-ferro em Cabo Delgado
  2. Jazigo de níquel foi descoberto na província de Cabo Delgado, em Moçambique
  3. Identificadas seis novas ocorrências de minerais na província de Cabo Delgado, Moçambique
  4. Zambezi Nickel compra à BHP Billiton projecto de níquel de Mavita, Moçambique
  5. Governo de Moçambique pretende reinício da exploração de grafite em Cabo Delgado