Download MacauHub mobile app (iOS version)


Download MacauHub mobile app (Android version)


Projecto de exploração de rubis em Moçambique com problemas devido à mineração ilegal

O projecto de exploração de rubis pela Montepuez Ruby Mining, uma empresa com capitais britânicos e moçambicanos, poderá ser posto em causa devido a problemas de segurança relacionados com a exploração ilegal por parte de moçambicanos e estrangeiros, de acordo com o jornal Notícias, de Maputo.

O jornal adianta que cerca de 2 mil mineiros ilegais da Tanzânia, Senegal, Somália e das províncias moçambicanas de Nampula e Niassa têm estado envolvidos em incidentes com a empresa privada de segurança contratada pela Montepuez Ruby Mining.

No decurso de um encontro com a chefe do posto administrativo de Namanhumbir, Anastacia Clemente, alguns dos mineiros ilegais ameaçaram destruir o equipamento pesado adquirido ou alugado pela empresa mineira bem como as instalações existentes no local.

Os mineiros ilegais solicitaram que as autoridades moçambicanas clarifiquem o papel das associações de mineiros artesanais e delimitem claramente a área sujeita a concessão e aquela onde poderão prosseguir com as suas actividades.

O Notícias adianta que estes problemas decorrem do elevado número de mineiros ilegais, muitos dos quais armados.

A Montepuez Ruby Mining é controlada em 75% pela empresa britânica Gemfields, com os restantes 25% na posse da empresa moçambicana Mwiriti Limitada, sendo que a concessão atribuída pelo governo de Moçambique tem um prazo de 25 anos. (macauhub)

Compartilhe esta notícia:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Print
  • email
  • RSS