Download MacauHub mobile app (iOS version)


Download MacauHub mobile app (Android version)


Macau: Desenvolvimento do grande delta do rio das Pérolas pode beneficiar relações com os países de língua portuguesa

Macau, China, 7 Abr – O desenvolvimento do grande delta do rio das Pérolas (GDRP), no sul da China, nos próximos anos pode ter uma importância muito especial nas relações económicas e comerciais com os países de língua portuguesa, disse segunda-feira o responsável pela economia e finanças do governo de Macau.

O desenvolvimento da região no período entre 2008 e 2020 pode “contribuir para o bem-estar de outras partes do mundo, nomeadamente ter uma relevância muito especial no reforço das relações económicas e comerciais com os países de língua portuguesa”, afirmou Francis Tam Pak Yuen na abertura da conferência dos governadores dos bancos centrais dos países de língua oficial portuguesa.

O GDRP, também conhecido por 9+2, engloba as províncias de Fujian, Jiangxi, Hunan, Guangdong, Guangxi, Hainan, Sichuan, Guizhou e Yunnan e as regiões administrativas especiais de Hong Kong e de Macau.

As oito províncias e a região autónoma de Guangxi representam um quinto do território chines e um terço da população e do produto interno bruto da China e a sua populaçao é semelhante à dos países da União Europeia.

Francis Tam disse ter “uma perspectiva muito optimista” no que toca à cooperação económica e comercial entre a China e os países da língua portuguesa e previu “uma dimensão cada vez mais vasta do mercado e uma procura cada vez mais intensa de meios no sector financeiro”.

Segundo o secretário para a Economia e Finanças os países envolvidos no Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa podem “explorar eficazmente as enormes potencialidades em termos económicos e comerciais de que dispõem a China e os países de língua portuguesa”.

Macau, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe estao representados na conferência que conta ainda com representantes de bancos comerciais de capitais portugueses a operar nos países de língua portuguesa. (macauhub)

Compartilhe esta notícia:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Print
  • email
  • RSS

Notícias relacionadas:

  1. Macau quer potenciar relações económicas entre os países de língua portuguesa e os 11 membros do Fórum do Grande Delta do Rio das Pérolas
  2. Província chinesa de Fujian que estreitar relações com países de língua portuguesa através de Macau
  3. Macau: Delegações dos países de língua portuguesa reúnem-se em Macau
  4. China: Pequim elogia relações comerciais com países de língua portuguesa
  5. China: Macau e Hong Kong reforçam cooperação no âmbito do desenvolvimento do delta do rio das Pérolas.